Retiro da ALLS em Paracatu reúne leigas e vocacionados em momentos de profunda espiritualidade

No último sábado, dia 27 de abril, aconteceu na comunidade de leigas Nossa Senhora Santíssimo Sacramento, em Paracatu, Minas Gerais um retiro orientado por Pe. Jackson, sss, e com a presença da Coordenadora Provincial da ALLS, Ilza Cangussu e da Secretária Provincial Terezinha Breder. O encontro também contou com a presença da leiga Virgínia Alves, também Secretária Provincial, que faz parte desta comunidade, e estiveram presentes 17 vocacionados, 13 leigas da comunidade local e o Diácono Geraldinho, que também deseja conhecer a Espiritualidade Eymardiana.

“Fomos chamados, formados, enviados. E ao longo do caminho temos as provações. Precisamos perseverar. O retiro foi um Kairós. Vivemos no tempo humano, o cronológico, com a organização humana do dia-a-dia, mas precisamos perceber o tempo de Deus, o Kairós, o tempo da graça”, disse Pe. Jackson, sss.

O retiro teve como objetivo a continuidade da formação de leigas e leigos vocacionados, que estão se preparando para o discernimento e as Promessas de Vida. “A Coordenação Local, juntamente com as demais leigas, empenhou-se e não mediu esforços para que tudo se realizasse dentro da proposta de São Pedro Julião Eymard, que desejava espalhar o fogo da eucaristia pelos quatro cantos da terra”, destacou a Secretária Provincial Terezinha Breder. “Um sábado intenso. Muitos foram os testemunhos que nos encheram o coração de alegria e esperança, pela certeza da continuidade da ALLS”, completou a Coordenadora Provincial Ilza Cangussu.

O retiro se iniciou com a Celebração Eucarística e ao longo do dia foram acontecendo as formações, momentos de deserto (oração e meditação pessoal), conversa particular entre vocacionados e Pe. Jackson. Dom Jorge Alves Bezerra, bispo da Diocese de Paracatu, grande incentivador desta comunidade, esteve presente pela manhã e brindou a todos com suas palavras de motivação. “A vida eucarística passa pelos 4 pilares: celebração, adoração, conversão e missão”, disse Dom Jorge.

Tudo aconteceu com muita descontração e confraternização. Ao final do dia, o encerramento com um Lucernário, momento de emoção e profunda interiorização, em que alguns puderam testemunhar o que viveram ao longo do período de formação até chegar a este dia.

No fim do retiro, todos agradeceram os momentos vividos. “Saímos muito felizes e tocados no fundo do coração. Aprendemos muito com as pregações e convivência fraterna”, comentou Olga Nagano, Coordenadora Local. “Um aprendizado para todos nós. Os vocacionados puderam vivenciar um tempo de profunda espiritualidade, ainda iniciando a vida sacramentina; os demais puderam renovar o ardor eucarístico, reviver a alegria de quando foram feitas as Promessas de Vida”, finalizou Terezinha Breder.

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.