O Noviço Angel Pereyra compartilha a experiência vivenciada no 1º dia da Conferência Eucaristia.

Iniciamos ontem, dia 12 de julho do ano 2021, as Conferências Eucaristias: teologia, vivência e espiritualidade, preparadas e ditadas pelo palestrante o Pe. Francisco Júnior De Oliveira Marques, sss., e proporcionada pela Congregação do Santíssimo Sacramento Província N. S. de Guadalupe.

Experimentamos que é uma oportunidade para aprofundar na Eucaristia, nas suas dimensões e nas estruturas que caracterizam a nosso carisma, espiritualidade e missão como família sacramentina.

Pela dinâmica das conferencias poderemos ir entendendo um pouco mais sobre o grande mistério que implica a Eucaristia e como ela sustenta e guia o caminhar da Igreja, ou seja, a nossa vida fraterna, orante e servidora.

Estamos abertos e expectantes a novidade do Evangelho e desejamos que o a Ruaj o Espirito de Jesus que fez dele pão para a fome da humanidade, e o levou ao meio do povo para que cumpra a missão encomendada pelo Pai: o anuncio e instauração do Reino de Deus; também nos guie, ilumine e faça de cada um e cada uma de nos pão, hóstias, Eucaristias vivas, e nos leve ao meio do povo que clama pela fome de amor, de misericórdia, de justiça e de paz num mundo tão ferido pela cultura da morte, pelos preconceitos, as segmentações, e exclusões e juntos anunciar este Reino desde uma Igreja Samaritana e Povo de Deus.

Que possamos ser cada dia melhores homens e mulheres sacramentos no meio das nossas comunidades, famílias, trabalhos, etc, e que com o Pé Eymard posamos proclamar que:

“A Eucaristia é a vida dos povos. Ela lhes dá um centro de vidaTodos podem se encontrar sem barreira de raça nem de língua. Ela lhes dá uma lei de vida, a da caridade da qual ela é fonte; ela forma assim entre eles um laço comum, um parentesco cristão. Todos comem o mesmo pão, todos dão convivias de Jesus Cristo que cria entre eles naturalmente uma simpatia de costumes fraternais” (N. Pelletier, sss. Amanhã será tarde demais, pp 164-165).

Nestes tempos atuais marcados pela pandemia, somos convidados e convidadas a sermos Eucaristias, a fazer da própria vida uma doação que se oferece e se entrega aos demais; a sermos Corpo e Sangue, comida e bebida; que faz e nutre as nossas comunidades numa dinâmica de plenitude Pascal.

Que Maria, mulher eucarística, mulher morena, nossa Senhora de Guadalupe continue intercedendo pela nossa Pátria Grande, e que fique junto as nossas cruzes cotidianas nos ensinando que vale a pena entregar-se pelo bem comum.

Noviço Angel M. Pereyra

Noviciado latino-americano CLASS, Sete Lagoas, Minas Geris – Brasil.

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.