Festa de CORPUS CHRISTI no Santuário de Adoração Igreja N. S. da Boa Viagem

Oh Cristo, como celebrar esta festa hoje, com o corpo da humanidade tão ferido, isolado, faminto?

…Neste ano, nosso tapete de Corpus Christi reduziu seus mais de 1000 metros de extensão à alguns metros na porta das duas igrejas (S. José e Boa Viagem, BH); seu mutirão de mais de 2000 mil pessoas, reduziu-se em pouco mais de 10 pessoas trabalhando na madrugada deste amanhecer de quinta feira, sem aglomeração social, sem alarde… para deixar apenas um sinal de fé e de cultura, forte e esperançoso o bastante para não nos deixar esquecer que apesar de toda dor, desassossego e tristeza nesta pandemia CORPUS CHRISTI está presente, solidário e vivo ao corpo da gente, dos enfermos, dos agentes de saúde, dos que alimentam os famintos, dos que mantém a fé, a esperança e a caridade vivas no meio da humanidade neste deserto pandêmico. Corpus Christi, se faz presente. Mais do que nunca necessário na vida da Igreja, do Povo de Deus, no meio da humanidade. Pequeno, simples, humilde, mas verdadeiro, compassivo e solidário…

Nosso tapete é simples, pequeno, humilde mas tem a extensão que se agiganta nas mãos e corações de quem não para de fazê-lo no mutirão do amor.

Entre uma igreja doméstica e outra.
Entre uma mesa vazia e outra.
Entre uma pessoa triste e outra.
Entre um doente e outro…

O nosso tapete de Corpus Christi é modesto e humilde, mas tem “a cara” do nosso tempo, nosso povo; de suas causas, lutas, dores, sofrimentos… Esperanças, como tudo nesta pandemia nos chama à HUMILDADE DE SER…
Isso nos faz pensar como a fé cristã é encarnada, como o Corpo de Cristo traz os calvários, as cruzes e ao mesmo tempo as semeaduras de esperanças da amanhã de ressurreição que vai chegar, num futuro pós-pandemia…
Enquanto este dia não chegar, vamos fazendo o tapete de Corpus Christi em cada lar, pessoa, cidade e nação o tapete do AMOR EXAGERADO. Pois a Igreja participa deste momento da humanidade. Está do lado dos seus calvários, túmulos… e também na vigília da sua ressurreição!

Com as causas do povo e em defesa da vida… celebrando, do jeito possível, a fé que rompe o distanciamento social e deixa numa outra forma de comunhão (virtual e solidária), nas portas de suas igrejas as marcas de que hoje é festa: a Festa do Corpo de Cristo, Solidário ao corpo da gente. Amém!!!

Cristãos, homens e mulheres de boa vontade, vamos colocar neste dia, em nossas janelas, toalhas brancas que sinalizam esta festa de hoje.
Vamos abrir nossas casas pelas janelas e estender nossas toalhas de festa em sinal de esperança, saúde e paz!

Um novo mundo se fará:
Renascerei!
Renascerá!
Renasceremos… Juntos, como corpo de Cristo.
Amém! Que assim seja!

pe.marcelo.bh

GRATIDÃO JUVENTUDE POR ESTE TAPETE DE CORPUS CHRISTI!
Parabéns jovens, formandos sacramentinos, juventude eucarística e do EJC.
Hoje vocês nos ajudaram a manter viva a chama de Corpus Christi de uma forma linda, singela e fresca como é próprio dos jovens!
Com estes gestos vocês nos lembram que a Festa de Corpus Christi está viva, no meio de nós.
O texto acima é inspirado no gesto de vocês realizaram aqui e na Igreja São José.
Deus mantenha sempre viva este ardor eucarístico em cada um de vocês.

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.