Diácono William Fausto Lourenço SSS…

“A Eucaristia é reconhecida na vida” Uma verdadeira educação só é possível se estiver encarnada como prática libertadora. Por sua vez, ela está entrelaça intimamente com o Evangelho e, consequentemente, com a Eucaristia. Por isso, a educação está além de uma simples transmissão de conteúdos e conhecimentos isolados da vida, sem força transformadora, como podemos ver, a partir dos enunciados apresentados acima, no início do texto.

Os processos de educação no Colégio Eymard nascem da Eucaristia e a ela nos conduzem. Ela é o nosso ponto de partida e a nossa meta.  E, como o nosso objetivo é educar desde a Eucaristia, é dela que surge a nossa proposta pedagógica sustentada nos três pilares eucarísticos: a vida fraterna, a vida de serviço e a vida orante. Por tanto, todo o afazer didático-pedagógico gira ao redor desta dinâmica. O Colégio Eymard tem interesse pela formação de homens e mulheres livres, capazes de propor ao mundo mais justiça, fraternidade e solidariedade. É por isso, que o nosso ambiente escolar busca fortalecer esses vínculos para que cada estudante possa se perceber como uma possibilidade eucarística para o mundo.

Por necessidade, neste tempo de pandemia, tivemos que reaprender a educar; também a reelaborar o modo de como assimilar e transmitir a Eucaristia. Desde estas novas possibilidades de atuação, comparto com vocês três situações pastorais muito interessantes e que podem nos ajudar a continuar acreditando na Eucaristia e abrindo-nos passo para uma evangelização desde a vida e desde a encarnação do Evangelho. No passado mês de agosto, do ano em curso, tivemos um ciclo de atividades virtuais ao vivo no Nível Primário do Colégio Eymard, para reforçar a celebração pelos 100 anos da presença sacramentina em General San Martín – Argentina. Foram três atividades diferentes: uma leitura orante da Palavra, um momento de adoração eucarística, e, uma celebração, que tem por nome “Celebração do Pão”, a qual temos costume de realizar em algumas datas importantes para o Colégio. Acabadas essas atividades, que duraram algumas semanas, fiz uma visita a todos os grupos de alunos da Primaria para realizar uma retroalimentação do trabalho desenvolvido, e se a proposta tinha resultado significativa para os alunos.

Eis aqui o belo momento… que resultou mais importante do que montanhas de teorías as quais podem não encontrar um lugar na vida dos estudantes. Um menino, exatamente com as seguintes palavras, expressou: “adorar é reconhecer o Cristo ressuscitado no Pão”. Uma menina, de uma outra turma falou: “cada vez que compartilho um dos meus dons, ou qualquer outra coisa que possua, com alguém, estou sendo uma pessoa eucarística”. Para finalizar, outra menina de uns 8 anos de idade me fez a seguinte pergunta: “Willian, meu pai, minha mãe e eu tivemos Covid-19 e amanhã a gente irá ao hospital para doar o nosso plasma e assim poder ajudar outras pessoas que ainda estão doentes… eu e meus pais amanhã iremos ser eucaristia? ”. Essa última menina encheu meu coração de alegría. Ela, no fundo do seu ser, sabia que a prática de caridade que ela e a sua família realizariam, faria deles pessoas eucarísticas a partir da própria vida. Eis ai a força do Amor, que atua em cada coração aberto e nos anima a seguir e, verdadeiramente, nos surpreende.

Com estas três intervenções, desde a simplicidade de corazón de três crianças que, sem se complicar, sem desejar explicações teóricas ou traçar categorias teológicas distantes da realidade da vida, assimilaram o mistério encarnado da Eucaristia. A menina do plasma nos indica que é possível um mundo eucarístico e, seguramente, nos provoca a viver nossa missão desde a fé e desde a esperança ativa, generosa e geradora de autonomias.

Meus irmãos e minhas irmãs, coragem eucarístico. Um mundo novo e mais fraterno é possível. Não devemos ter medo de anunciar e, ainda mais, de ser Eucaristia. Ela tem o poder de contagiar a todos e suas possibilidades de transformação evangélicas são mais forte que o vírus que hoje nos desafia.

Diácono William Fausto Lourenço SSS/Argentina

Fonte: Notibip nº 64, Boletim Informativo Província São João XXIII – agosto 2020.

 

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.