15º dia de Capítulo Geral nos EUA – 21 de junho

Após a adoração da manhã e o café, os religiosos retornaram à sala capitular para darem continuidade aos trabalhos. Feitos os procedimentos iniciais de leitura e aprovação da ata do dia anterior, o moderador do dia, Pe. Norman Pelletier, solicitou aos presidentes das Conferências Regionais, que pudessem partilhar um pouco sobre seus trabalhos da terça-feira à tarde. Percebeu-se a importância dessas conferências para a missão da Congregação nos quatro continentes.

Os membros da CLAS também se reuniram no dia anterior, preparando seu encontro programado para o mês de agosto deste ano, uma semana antes da Assembleia Provincial. Mas na reunião a novidade foram os passos dados para a constituição de uma Conferência Americana dos Sacramentinos. Já no encontro de agosto estarão presentes os provinciais dos EUA e do Canadá. O desejo é de ampliar a mútua ajuda para a formação inicial e permanente e, sobretudo, para a missão SSS no Continente Americano.

Após essa partilha, o moderador conduziu o processo de votação das propostas de modificações da Regra de Vida e dos Estatutos Gerais. A votação foi feita a partir das proposições dos grupos linguísticos, obtidas nos encontros durante a semana passada. A discussão maior versou em torno à interdição para que um religioso possa retirar seu nome da lista quíntupla, após o primeiro escrutínio de sondagem para a eleição do Superior Provincial. Essa proposta da Comissão pré-capitular foi feita porque alguns religiosos retiram seus nomes da lista quíntupla, fragilizando o processo de eleição. Os capitulares votarão essa proposição depois.

No segundo momento da manhã foi aberta a palavra para as observações ao primeiro texto da Comissão Memória e Discernimento. As reações serão importantes para que a Comissão possa rever o texto e configurá-lo à luz da expressão dos capitulares.

Foram também apresentadas as proposições da Comissão Econômica, com ampla discussão, focando, sobretudo, na proposta da manutenção da residência em Roma e a autossuficiência econômica das Províncias, em particular, aquelas que dependem da Cúria Geral.

Os trabalhos foram encerrados às 18h, para o jantar e a Eucaristia, presidida pelo Provincial da Irlanda e Inglaterra.

As orações para esses últimos dias do Capítulo Geral são importantes, pois as votações das diversas proposições definirão o caminho e as opções da Congregação para os próximos seis anos.

p/Pe. Hernaldo Pinto Farias,sss
Superior Provincial

 

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.